Quem será o Maior?

CAA5OP4P

“Naquela hora chegaram-se a Jesus os discípulos e perguntaram: Quem é o maior no reino doS céus? Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles, e disse: Em verdade vos digo que se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos   céus. Portanto, quem se tornar humilde como esta criança, esse é o maior no reino dos céus.”               Mateus 18:1-4

 


Desde a tentação no éden, quando a serpente (Satanás), conseguiu iludir o homem, dizendo-lhe que poderia ser igual a Deus, nós temos esta guerra dentro de nós, de buscarmos sempre estar no topo, no podium, sair na foto, levantar a taça. Certamente tal sentimento é tão vão e medíocre quanto diabólico. Gosto, sinceramente, de avaliar minhas fraquezas, quando as sinto em minhalma e não quando as verbalizo, pois são realmente maiores e mais vergonhosas que as que tenho coragem de confessar em meus sermões no púlpito. Também muitas vezes fico a pensar no que Deus esta achando de mim, seu embaixador, se estou realmente O representando ou representando a mim mesmo, usando o Seu santo nome. Eu, alguém tão importante. Na vaidosa verdade, buscando a minha própria proeminência fazendo uso do status de representante de Deus, e usando o Seu brasão para ratificar desejos tão profundamente Meus. Muitas vezes, estranho meu comportamento tão puramente vaidoso ou decisões tão meteoricamente distante daquelas que tomaria o Cristo de Nazaré. Na verdade, só posso ver estas, como atitudes ou frutos tão meus. Gente tão importante, que a cada dia se distingue mais daquele que vimos na renúncia do Apóstolo Paulo, na submissão de Estevam apedrejado, na dependência dos amigos de Daniel na fornalha. Creio que talvez Jesus anele uma determinação ousada e forte de nós, porém, não de apenas gritar minha vaidosa Fé num púlpito, mas fazê-la muito mais, ecoar das entranhas de um caráter recriado para a história escrita em meus dias. Por fim, quão triste é ainda ver em mim, atitudes tão desencontradas dos meus discursos de humildade em cultos de ceia, de uma modéstia igualmente desconhecida, sendo eu, servo de um Deus que trocou seu filho por mim! Bem sei que o desafio de um comportamento abnegado a seguir a Jesus é árduo, contudo, creio que isso é sumário e finalmente não é pra qualquer um, não é para grandes homens é apenas para os pequenos, muito pequenos, despretenciosos, donos de nada, nem mesmo de si, servos sem vontade, escravos comprados por sangue inocente, homens tão pobres que chegam a enriquecer os outros com a sua pobreza. Homens que não precisem aparecer, nem que seus nomes estejam na Mídia, mas apenas arrolados no Livro da Vida, Homens que realmente receberam o Poder para serem testemunhas de Jesus.

“não dando nós nenhum motivo de escândalo em coisa alguma, para que o nosso ministério não seja censurado. Antes em tudo recomendando-nos como ministros de Deus; em muita perseverança, em aflições, em necessidades, em angústias, em açoites, em prisões, em tumultos, em trabalhos, em vigílias, em jejuns, na pureza, na ciência, na longanimidade, na bondade, no Espírito Santo, no amor não fingido, na palavra da verdade, no poder de Deus, pelas armas da justiça à direita e à esquerda, por honra e por desonra, por má fama e por boa fama; como enganadores, porém verdadeiros; como desconhecidos, porém bem conhecidos; como quem morre, e eis que vivemos; como castigados, porém não mortos; como entristecidos, mas sempre nos alegrando; como pobres, mas enriquecendo a muitos; como nada tendo, mas possuindo tudo.”              IICoríntios 4:3-10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s